Greve dos roteiristas não atrapalhou o Oscar, dizem produtores

Produtor Gil Cates garante que cerimônia terá uma das aberturas mais espetaculares entre todas as 80 edições

Ubiratan Brasil, de O Estado de S. Paulo,

08 Fevereiro 2022 | 20h20

Produtores da cerimônia de entrega do Oscar, que acontece na noite deste domingo, 24, procuraram minimizar o efeito negativo na preparação da festa provocada pela greve dos roteiristas, que durou três meses e terminou depois de um acordo entre roteiristas e estúdios. "Não ficamos parados nenhum minuto e a cerimônia, como não seria diferente, vai ser emocionante", disse o produtor Gil Cates, em entrevista coletiva realizada nesta sexta, 22, no famoso tapete vermelho, devidamente protegido contra a insistente garoa que caiu esta manhã em Los Angeles.   Veja Também: Os indicados ao Oscar 2008    Oscar, o maior prêmio do cinema, completa 80 anos    Para reforçar sua afirmação, Cates garantiu que a abertura da festa será uma das mais espetaculares dos últimos tempos. "Claro que não posso revelar detalhes agora para não estragar a surpresa, mas tenho certeza que a abertura e os números musicais serão grandes momentos."   Também convencido do sucesso de mais uma entrega do Oscar (que chega à sua 80ª edição), o presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, Sid Ganis, não escondeu que havia um plano B para o caso de a greve dos roteiristas se estender - iniciada em novembro e encerrada nos primeiros dias deste mês, a paralisação era em protesto contra os ganhos que os roteiristas acreditavam como justos e que não recebiam, como participação na venda de filmes em DVD e pela internet.   "Esse plano B consistia na exibição de diversos clipes de filmes antigos, reforçando a tradição da Academia", contou Ganis ao Estado. Segundo ele, alguns desses clipes serão exibidos, com menor duração, na cerimônia do domingo.   Ganis também lembrou da apresentação dos concorrentes à melhor canção, prometendo surpreender. O motivo, segundo o presidente da Academia, é a disputa de três músicas de um mesmo filme, Encantada. "Assim, cada uma será apresentada de uma forma totalmente diferente da outra", disse ele, revelando ainda sua preocupação com a internacionalização do show. "Não é apenas a transmissão ao vivo da cerimônia para diversos países que nos chama atenção, mas também as diversas nacionalidades dos artistas concorrentes, como o espanhol Javier Bardem e a francesa Marion Cottilard."   Mesmo não previstas no roteiro original da cerimônia, piadas sobre a greve dos roteiristas serão inevitáveis, acredita Gil Cates. "Acho até interessante, pois foi um movimento importante, que despertou atenção do mundo todo e que não poderia ser ignorado agora."

Mais conteúdo sobre:
Marion Cottilard Oscar Gil Cates

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.