Reuters
Reuters

'Gravidade' dá a Alfonso Cuarón o Oscar de melhor diretor

Ator agradeceu Sandra Bullock pela estatueta: 'Você é a alma desse filme'

O Estado de S. Paulo

03 de março de 2014 | 01h33

Foi para o México o Oscar de melhor direção, ou melhor, paras as mãos de Alfonso Cuarón e seu Gravidade. O filme já vencera o Globo de Ouro e o filme do sindicato dos atores. Concorrendo em dez categorias, o filme já arrebatou sete estatuetas. Em espanhol, o diretor agradeceu à sua mãe e dedicou a ela o prêmio.

"Quero compartilhar com os mais velhos e sábios que tornaram esse filme possível. Especialmente, com meu filho e corroteirista e também com Sandra Bullock. Você é Gravidade, você é a alma, o coração do filme, a pessoa mais incrível que eu já conheci." Minutos antes, o diretor comentou com jornalistas nos bastidores que se arrependera de não ter agradecido à atriz. "Eu queria ter agradecido a Sandra Bullock, sua perfomance foi um dos fatores decisivos para o sucesso do filme", tinha dito a Ubiratan Brasil, enviado especial a Los Angeles.

O cineasta demorou quase cinco anos para terminar o longa em parte porque escolheu esperar que a tecnologia de filmagem evoluísse para permitir que ele concretizasse a visão que tinha. Em parte, isso justifica o grande número de prêmios técnicos que a produção levou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.