Gramado contabiliza altos e baixos

Horas antes do encerramento do 28º Festival de Gramado, fica a dúvida de como serão as próximas edições. O evento será organizado para atender às exigências de um verdadeiro festival de cinema ou para agradar a tietagem? Nesse ano, era comum se deparar com ataques histéricos de fãs após o término das sessões.Ontem, após a sessão oficial, Felipe Camargo e, principalmente, Luciano Szafir, dois atores que não atuam em nenhum dos filmes participantes, paralisaram o saguão do Palácio dos Festivais, atraindo fãs enfurecidas com suas máquinas fotográficas e bloco de autógrafos. Quem pretendia sair teve que esperar pelo menos dez minutos. Um senhor mais eufórico levantou na cadeira, ainda dentro do cinema, e bradava: "Depois elas vão parar na delegacia e não sabem porquê!"Os organizadores aliás preocuparam-se demasiadamente com a tietagem durante o festival, a ponto de construirem arquibancadas nas laterais do tapete vermelho na entrada do palácio. Assim, o público podia enxergar melhor os astros. As personalidades estrangeiras tinham pouco a reclamar, apesar de fazerem algumas ressalvas. "Achei uma pena não terem organizado encontros entre as pessoas de cinema, gostaria de ter conhecido melhor colegas brasileiros", disse a atriz mexicana Dolores Heredia, protagonista do filme Santitos, que esteve na mostra oficial. Pastor Veja, diretor do longa Las Profecias de Amanda, também lamentou: "Gostaria de poder encontrar alguns diretores dos curtas brasileiros, mas não sei onde encontrá-los". A presença de atores, atrizes, diretores, roteiristas, produtores e coordenadores de festivais internacionais foi até surpreendente, mas totalmente dispersa.O festival ficou mesmo por conta dos filmes. Os oitos longas (sem contar o ato falho uruguaio El Viñedo), mostraram um bom nível técnico. Também as mostras paralelas agradaram bastante. Completas por debates e idéias inovadoras da organização, como o Cinema nos Bairros - que levou exibições de filmes a locais afastados do núcleo do festival - pode-se dizer que Gramado teve diversos altos e baixos na sua 28ª edição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.