Grace Kelly é lembrada em Roma

Um retrato de Grace Kelly com uma rosa amarela, sua cor preferida, foi colocado na fachada da basílica de San Giorgio, no centro de Roma, enquanto o cardeal Mario Pompedda celebrava uma missa em memória dos 20 anos de sua morte. A princesa de Mônaco, que morreu em conseqüência de um acidente automobilístico e que faria 73 anos no dia 12 de novembro, era muito amiga do cardeal Pompedda. "A princesa ainda está viva entre nós - disse ele durante a missa - a fama de Grace de Mônaco permanece não somente por sua beleza e talento no cinema (ela ganhou o Oscar de melhor atriz de 1954 por Amar é Sofrer, com Bing Crosby), mas também por suas obras em benefício da humanidade". A atuação caritativa da princesa se concentrou sobretudo na Cruz Vermelha de Mônaco. Na igreja estavam presentes numerosos nobres italianos e europeus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.