Mario Anzuoni/File Photo/Reuters
Mario Anzuoni/File Photo/Reuters

Globo de Ouro acrescenta novos membros em busca de aumentar diversidade

Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood tenta diminuir críticas de racismo

Lisa Richwine, Reuters

02 de outubro de 2021 | 14h16

A Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA) anunciou nesta sexta-feira, 1º, que acrescentou 21 membros novos como parte de seus esforços para diversificar a organização que concede os prêmios de cinema e televisão do Globo de Ouro.

Os acréscimos elevam para 105 o total de membros da HFPA. Entre os novos integrantes, quase metade é formada por mulheres e seis são negros, de acordo com um comunicado da entidade.

Uma investigação do Los Angeles Times publicada em fevereiro revelou que o grupo não tinha negros entre seus 87 membros. O jornal também abordou questões éticas de longa data a respeito do relacionamento estreito entre a HFPA e estúdios de cinema, o que pode ter influenciado a escolha de indicados e vencedores do Globo de Ouro.

A revolta que se seguiu levou a emissora NBC a cancelar a transmissão da edição de 2022 da premiação.

A HFPA prometeu uma série de reformas, inclusive diversificar seus membros e proibir que eles aceitem presentes. Com a nova composição, 18 se identificam como asiáticos, 12 como latinos e nove como originários do Oriente Médio.

O grupo planeja ampliar sua filiação ainda mais no ano que vem, e espera retomar a cerimônia em 2023.

Tudo o que sabemos sobre:
cinemaGlobo de Ouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.