Gisele entra para o cinema em filme de Fábio Barreto

No Festival de Gramado do ano passado, Fábio Barreto convocou a imprensa para anunciar a escolha de Ana Paula Arósio como a protagonista do filme Jacobina. Como a produção não saiu do papel, por não ter concluído a captação de R$ 8 milhões, o diretor confirmou mudanças no projeto em sua passagem pela região serrana, onde se realiza nesta semana a 28.ª edição do evento gaúcho. Ele disse que Ana Paula será substituída por Gisele Bündchen, a top model brasileira mais requisitada no circuito fashion."Só falta eu conseguir captar o restante do orçamento para fechar contrato com Gisele. Preciso ter certeza de que terei o dinheiro para pagar o cachê dela´´, contou o diretor, que preferiu não revelar quanto a modelo pediu para interpretar a líder messiânica Jacobina. No mundo da moda, o cachê de Gisele chega a alcançar US$ 20 mil por trabalho.Até agora Barreto já captou R$ 4 milhões, ou seja, metade do orçamento previsto para a adaptação cinematográfica do livro Videiras de Cristal, assinado por Luiz Antônio de Assis Brasil. "Como estou fechando parceria internacional com a Miramax, acho que até o fim de setembro terei conseguido todo o dinheiro´´, disse o diretor, que espera rodar o longa-metragem no início de 2001 no Rio Grande do Sul (Estado onde também filmou O Quatrilho).Barreto justificou a mudança de atriz dizendo que Ana Paula Arósio está "muito exposta´´. "Além de ter estrelado recentemente uma novela das oito na Rede Globo, ela ainda protagoniza campanhas publicitárias da Embratel e da L´Oreal. Seu rosto está em todo lugar?.O cineasta, que aplicou um teste em Gisele Bündchen em Nova York, não vê a inexperiência da modelo em dramaturgia como um empecilho. "Ela se deu muito bem no teste. E o seu biotipo ainda se encaixa perfeitamente no perfil da personagem Jacobina. Até porque as duas nasceram no Sul do Brasil?, contou. Segundo ele, a modelo estaria disposta a abrir mão de seus compromissos no circuito fashion por dois meses, período em que o diretor espera realizar as filmagens.A produção é a cinebiografia da líder de grupo de fanáticos religiosos que viveu no Sul do País no século 19. Na infância, Jacobina Mentz Maurer passava por transes e diagnosticava doenças. Na fase adulta, ela dizia ser a reencarnação de Cristo e prometia construir a "cidade de Deus´´ para seus seguidores."Gisele se encantou com a possibilidade de interpretar uma personagem verídica tão fascinante´´, comentou Barreto, que negou ter oferecido o papel à modelo entusiamado pelo fato de ela ser conhecida internacionalmente _ ao contrário de Ana Paula que não tem o mesmo apelo no mercado externo. "Não estou preocupado se Gisele faz sucesso lá fora´´, despistou. "O que me interessa é que ela tem um talento nato como atriz.´´

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.