Ghost writer de "Star Wars" lança livro com detalhes da saga

Ele é o nome menos conhecido da galáxia de astros hoje conhecida como Star Wars. É o ghost writer da série, o sujeito que escreveu de verdade o romance Guerra nas Estrelas, que saiu e vendeu muito com a assinatura de George Lucas. Alan Dean Foster está acostumado ao papel de ghost, mas de vez em quando emplaca um ou outro romance com seu próprio nome, mas tendo um roteiro alheio como base. Um outro livro que assinou, em 1978, com Lucas, foi Splinter of the Mind´s Eye, um romance original (que teve boa acolhida) usando personagens como Luke Skywalker, Darth Vader e a princesa Leia. Agora chegou a vez dele publicar The Approaching Storm (A Tempestade que se Aproxima), cujo conteúdo provocava suspiros dos fãs de Star Wars. É nada menos que o romance-ponte que George Lucas propôs agora ao escritor. Publicado pela editora Del Rey, conta o que aconteceu entre Episódio I: a Ameaça Fantasma e Episódio II: o Ataque dos Clones, que vai estrear nos cinemas americanos dia 16 de maio. Foster imaginou que, quando os clones começam, Obi-Wan Kenobi e Anakin Skywalker acabam de retornar à capital da República Galáctica, Coruscant, depois de resolver uma disputa fronteiriça no planeta Ansion. No fim do Episodio I, Obi Wan-Kenobi ajudou a impedir que a Federação tomasse conta do planeta Naboo. Mas a República decai e é substituída pelo Império. "Lucas queria algo que tivesse a ver com a política da República", disse Foster ao jornal USA Today. "Quando entreguei o original, uma das mudanças que quiseram foi ter mais da situação política delineada, o que faz sentido porque é exatamente a coisa com que não podemos perder tempo num filme." Ele elogia George Lucas por tentar acabar a saga de Guerra nas Estrelas: "Escrever ou filmar ´prequels´ (a parte da história que conta os fatos acontecidos anteriormente) é o tipo mais difícil de trabalho que um artista pode fazer, pois todo mundo sabe tudo o que se supõe que vá acontecer. Sabemos que Anakin Skywalker vai se tornar Darth Vader, então é preciso dar algo mais para as pessoas mastigarem, pois é sabido o fim da história." Em The Approaching Storm, Foster mergulha no conflito interno de Anakin Skywalker e na psique dos Jedi. "Originalmente, ninguém tinha tempo para ligar para o que era um Jedi. E uma das coisas mais divertidas, quer seja num romance ou num produto derivado, é conseguir ampliar os personagens e discutir sobre o que estão pensando", afirma Foster. Ele também cria um novo personagem, Luminara Unduli, uma mestra de Jedis. Luminara aparece no filme, embora Foster não saiba se tem falas ("mas eu me diverti com ela", diz). Ela será interpretada pela atriz May Oyaya. Luminara é bem exótica e tatuada, uma espécie, como afirma o escritor, de "jovem mãe terra com uma espada. Mais pé no chão e um pouquinho menos rígida que Obi-wan". Foster, que tem 54 anos, é um escritor conhecido de ficção científica, com cerca de 30 livros publicados, entre contos e novelas. Fez um romance baseado no roteiro de Dark Star, de James Carpenter, e uma série infindável de romances estrelados pelos personagens do seriado Jornada nas Estrelas. Seu livro de mais sucesso é Midworld, de 1974, hoje só lembrado por fãs do gênero. Ele pode ser considerado, no quadro da sci-fi, como uma espécie de discípulo de Poul Anderson, um autor clássico de histórias em que a antecipação rimava com religião, destacando sempre aspectos morais e até místicos das viagens de exploração pelas galáxias. Mesmo que suas histórias geralmente se passem em planetas dominados por uma comunidade e tenham um clima de ´space opera´, bem semelhante às aventuras que acontecem em Guerra nas Estrelas & Cia, Alan Dean Foster conseguiu mesmo uma nota de pé de página na história da ficção científica por ser mesmo o homem que traduziu em romance Star Wars.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.