REUTERS|Eric Gaillard
REUTERS|Eric Gaillard

Gérard Depardieu interpretará Stalin no cinema

Ator também quer rodar filme sobre a parceria de pilotos franceses e soviéticos na Segunda Guerra Mundial

EFE

29 de dezembro de 2015 | 18h30

O ator francês Gérard Depardieu interpretará o ditador soviético Josef Stalin em um filme que será dirigido pela atriz francesa Fanny Ardant.

Segundo informou nesta terça-feira, 29, o estúdio russo Mosfilm, Depardieu será o protagonista da adaptação à telona do romance escrito em 2013 pelo francês Daniel Baltassat: Le Divan de Staline.

O filme estará ambientado nos anos 1950 - Stalin morreu em 1953 - e relatará a história de um artista que recebeu a incumbência de erigir um monumento em honra ao líder da União Soviética.

A produção será da companhia franco-portuguesa Leopardo Films, enquanto o Mosfilm informou que se encarregará do vestiário.

Depardieu, que mostrou em várias ocasiões sua admiração pelo presidente russo, Vladimir Putin, também expressou grande interesse em rodar um filme sobre os pilotos franceses que combateram junto com os pilotos soviéticos na Segunda Guerra Mundial.

"Prefiro ser russo", respondeu o ator franco-russo quando foi questionado sobre os Estados Unidos, país que é acusado pelo ator de matar os índios, de introduzir a escravidão e de ser a primeira potência a usar a bomba atômica.

Putin concedeu a cidadania pelo trâmite de urgência em janeiro de 2013 e Depardieu virou cidadão de Saransk, capital da república da Mordóvia, além de ter participado de vários projetos televisivos e cinematográficos.

Embora visite a Rússia esporadicamente, o protagonista de filmes como Cyrano de Bergerac e Asterix e Obelix aproveita qualquer ocasião para expressar sua admiração pela cultura deste país.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Gerard Depardieu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.