George Takei e Richard Dreyfuss enfrentam denúncias de má conduta sexual

George Takei e Richard Dreyfuss enfrentam denúncias de má conduta sexual

Ambos negam as alegações; o produtor Gary Goddard também enfrentou acusações feitas por um menor da série 'ER' e do ator de 'Top Gun' Anthony Edwards

AFP

12 de novembro de 2017 | 22h20

George Takei, um dos protagonistas da saga Star Trek, o ator Richard Dreyfuss e o produtor Gary Goddars negaram no sábado, 11, má conduta sexual, depois de serem acusados publicamente.

Takei, 80, foi acusado pelo ex-modelo e ator Scott Brunton de tê-lo tocado quando estava inconsciente por causa do álcool, depois de beber na casa da estrela, ele contou ao The Hollywood Reporter na sexta-feira. O protagonista de Star Trek, que tinha mais de 40 anos quando ocorreu o suposto incidente, negou os eventos no sábado, 11, no Twitter e no Facebook. "Simplesmente não aconteceu", disse ele, acrescentando que não se lembrava de Brunton, que tinha 23 anos na época. “Aqueles que me conhecem sabem que os atos não consensuais são tão antitéticos aos meus valores e práticas que a própria ideia de alguém me acusando é muito dolorosa”, escreveu. 

Dreyfuss, de 70 anos, foi acusado de má conduta sexual na sexta-feira pela escritora Jessica Teich, 58. Teich alegou que a estrela de Tubarão a assediou por dois ou três anos em meados da década de 1980, enquanto ela estava trabalhando em um programa que ele produziu. Em uma ocasião, disse, ele se exibiu diante dela. “Ele criou um ambiente de trabalho muito hostil, onde me senti sexualizada, objetivada e insegura”, disse ela à revista Vulture

Em um comunicado, Dreyfuss – cujo filho Harry acusou Kevin Spacey na semana passada de ter acariciado ele em 2008 – negou as alegações. No entanto, ele admitiu que tinha "flertado" com as mulheres, incluindo Teich, reconhecendo que “a maneira como os homens se comportaram com as mulheres durante eras não está certa”. 

“Flertei com ela e lembro que tentei beijá-la como parte do que eu pensava ser um ritual de sedução consensual que durou muitos anos", relatou ele. "Estou horrorizado e confuso ao descobrir que não era consensual. Não entendi assim. Me faz reconsiderar cada relação que alguma vez pensei que era lúdica e mútua”, afirmou. 

O produtor Gary Goddard, de 63 anos, também enfrentou acusações de má conduta sexual contra um menor da série ER e do ator de Top Gun Anthony Edwards. Edwards, de 55 anos, publicou em um blog na sexta-feira que ele foi abusado sexualmente por Goddard - seu mentor e representante no início da carreira - durante "anos" depois de conhecê-lo aos 12 anos de idade. "Gary está triste com as falsas acusações", disse um porta-voz do produtor. 

O mundo do entretenimento desde outubro vive um terremoto por dezenas de denúncias públicas de agressão, abuso sexual e até mesmo estupro contra personalidades tão poderosas como o produtor Harvey Weinstein, o ator Kevin Spacey e o humorista Louis C.K.

 

Tudo o que sabemos sobre:
George Takei

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.