George Lucas exibe seu "Titanic" do espaço

Star Wars Episódio 3 - A Vingança dos Sith estreará, nos EUA como no Brasil, em 19 de maio, encerrando a primeira trilogia da saga estelar de George Lucas. Seis dias antes, Star Wars 3 abrirá, com pompa e circunstância, o Festival de Cannes. É o fim de uma história que começou em 1977, quando Lucas, aos 33 anos, convenceu a Fox a investir na produção de uma aventura que se tornou lendária. Quando Guerra nas Estrelas (o primeiro título brasileiro) estourou nas telas, o plano de Lucas era desenvolver sua saga por meio de três trilogias. Ele começou justamente pela intermediária, recuando, agora, no tempo para contar como Annakin Skywalker foi seduzido pelo lado escuro da Força e virou o temido vilão Darth Vader, que morre nas mãos do filho, Luke, no episódio 6, O Retorno do Jedi, resolvendo, psicanaliticamente, o conflito familiar que está na origem da saga. Se você é fã, com certeza está ansioso pelo dia 19 de maio. Na quinta-feira passada, em Vegas, o próprio George Lucas foi mostrar para 2.500 convidados da Fox, no evento Sho-West, os dez minutos iniciais de Episódio 3. A projeção foi realizada no grande salão de convenções do Hotel Paris, onde foi montada uma tela gigantesca só para aqueles aguardados dez minutos de filme. Star Wars Episódio 3 começa em plena guerra entre as forças da república e os rebeldes. Dois jedis - Obi Wan Kenobi e Annakin - lançam-se contra os inimigos com suas naves. Lucas disse que gostaria de ter exibido o filme inteiro, "mas só tenho esses minutos iniciais." Foram de pura ação, mas ele garante que Episódio 3 será o filme mais emocional da série. Disse, textualmente: "Será Titanic no espaço." * O jornalista viajou a convite da Fox

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.