REUTERS
REUTERS

George Lucas arrepende-se de criticar 'Star Wars: O Despertar da Força'

Diretor e produtor, que chamou Disney de 'escravocata branca', emitiu comunicado para se desculpar por 'analogia inapropriada'

AP

01 Janeiro 2016 | 15h17

O cineasta e produtor norte-americano George Lucas desculpou-se por suas críticas a Star Wars: O Despertar da Força, produzido pela Disney. Durante entrevista recente publicada pelo site The Hollywood Reporter, o diretor afirmou que havia vendido os personagens de sua série a “escravocatas brancos”. Em um comunicado emitido na última quinta-feira, 31, entretanto, Lucas disse que se equivocou ao usar uma “analogia muito inapropriada”.

“Raramente emito comunicados para esclarecer minhas posturas, mas acredito que é importante esclarecer que estou emocionado pelo fato de a Disney possuir a série cinematográfica e conduzi-la em direções fascinantes”, anunciou.  Lucas, criador de Star Wars, vendeu a Lucasfilm à Disney em 2012 por US$ 4 bilhões. 

As palavras usadas pelo cineasta e produtor na entrevista publicada na quarta-feira, 30, causaram furor. Na ocasião, ainda, George Lucas criticou o estilo "retrô" do novo filme, dirigido por J.J. Abrams. "A Disney está efetuando um trabalho incrível em cuidar e ampliar a série", afirmou o diretor no comunicado.

Mais conteúdo sobre:
Cinema Cultura Star Wars George Lucas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.