Valerie Macon/ AFP
Valerie Macon/ AFP

George e Amal Clooney doam 100 mil dólares em prol de menores imigrantes

Casal faz parte de um grupo crescente de artistas que tem denunciado esta política da administração Trump

AFP

20 Junho 2018 | 15h58

George e Amal Clooney doaram 100 mil dólares para uma associação que defende os imigrantes menores de idade, em meio à indignação geral contra a política do governo de Donald Trump de separar as famílias que cruzam a fronteira ilegalmente.

A associação Young Center for Immigrant Children's Rights informou nesta quarta-feira, 20, em um comunicado que recebeu uma "doação generosa" dos Clooney e de sua Foundation for Justice.

"Haverá um momento em que as crianças nos perguntarão 'É verdade que o nosso país separou os filhos de seus pais e os levou para centros de detenção?', e quando dissermos que sim, que é verdade, nos perguntarão o que fizemos, o que dissemos, que posição tomamos. Não podemos mudar a política do governo, mas podemos ajudar a defender suas vítimas", declarou o glamouroso casal de Hollywood em comunicado.

Os Clooney fazem parte de um grupo crescente de artistas que tem denunciado esta política da administração Trump. Na terça-feira à noite, Bruce Springsteen interrompeu seu popular show da Broadway para expressar a sua condenação.

O cantor John Legend e sua esposa anunciaram na semana passada que doaram 288 mil dólares à União Americana de Liberdades Civis (ACLU, em inglês) para chamar a atenção sobre esta prática "desumana".

Diante da indignação crescente, Trump anunciou nesta quarta-feira que assinará um decreto para acabar com a separação das famílias de imigrantes.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.