Divulgação
Divulgação

George Clooney leva a Veneza filme sobre sujeira política

Ator dirige e atua 'Tudo Pelo Poder' que tem estreia mundial no festival italiano

MIKE COLLETT-WHITE, REUTERS

31 de agosto de 2011 | 09h32

George Clooney explora o lado sujo da política em Tudo Pelo Poder, filme que abre o festival de Veneza na quarta-feira. Na trama, um assessor de um candidato democrata à Casa Branca aprende como os ideais podem ser descartáveis.

Clooney dirige e atua no filme, que tem estreia mundial no festival italiano. Na sessão para a imprensa, os aplausos foram discretos.

Ryan Gosling interpreta o protagonista Stephen Myers, assessor de imprensa do governador Mike Morris (Clooney). Ele se envolve numa intriga de sexo, poder e negociatas, num olhar crítico sobre a realidade por detrás da retórica dos políticos.

Apesar do seu belo discurso, Morris aparece como uma figura moralmente ambígua, sob pressão para fazer concessões e assim continuar como favorito na disputa presidencial.

O premiado Philip Seymour Hoffman interpreta o chefe de Myers, e Paul Giamatti é o seu rival. Evan Rachel Wood completa o elenco principal, como uma estagiária que possui um perigoso segredo.

Tudo Pelo Poder inspira-se na peça Farragut North, de Beau Willimon, que por sua vez se baseia livremente na campanha de Howard Dean nas primárias democratas de 2004.

A sessão do filme na quarta-feira marca o início dos 11 dias de festival, que promete trazer grandes astros a Veneza, num evento que de certa forma marca o início da temporada de premiações que culmina com o Oscar.

Milhares de fãs e jornalistas chegam à ilha do Lido, onde acontece o festival, para verem seus ídolos e transmitirem para o resto do mundo o glamour do mais antigo festival do cinema mundial.

A lista de celebridades esperadas neste ano inclui Clooney, Colin Firth, Keira Knightley, Matthew McConaughey, Kate Winslet, Matt Damon, Jude Law, Gwyneth Paltrow e a pop star Madonna.

Esta edição representa uma guinada no festival, já que no ano passado seu diretor, Marco Mueller, foi criticado por fazer uma programação discreta, num momento em que Veneza enfrenta a concorrência do badalado festival de Toronto, com o qual coincide parcialmente no calendário.

Outros filmes em destaque neste ano são O Espião que Sabia Demais,adaptação do romance de John Le Carré, com Colin Firth e Gary Oldman; O Morro dos Ventos Uivantes, baseado na obra de Emily Bronte, com direção da britânica Andrea Arnold; Texas Killing Fields, de Ami Canaan; e Killer Joe, de William Friedkin.

Tudo o que sabemos sobre:
Festival de VenezaGeorge Clooney

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.