Valerie MACON/AFP
Valerie MACON/AFP

Geena Davis recebe Oscar honorário por trabalho contra preconceito de gênero

Atriz aceitou o prêmio no domingo e exortou cineastas de Hollywood a adotarem novas medidas para combater as desigualdades dentro da indústria do cinema

Reuters, Agências

28 de outubro de 2019 | 16h42

LOS ANGELES - A atriz Geena Davis exortou os cineastas de Hollywood a adotarem novas medidas para combater a desigualdade de gênero na mídia ao aceitar um Oscar honorário no domingo, 28, por seu trabalho para levar mais mulheres às telas.

Embora a disparidade de oportunidades para mulheres permeie toda a sociedade norte-americana, é ainda pior no cinema e na televisão, disse Geena, estrela de “Thelma and Louise” que fundou um grupo de pesquisas sem fins lucrativos chamado Instituto Geena Davis sobre o Gênero na Mídia em 2004.

“Por mais abissais que os números sejam na vida real, é muito pior na ficção – que vocês inventam!”, disse a atriz, ao aceitar o Prêmio Humanitário Jean Hersholt. “Nós o tornamos pior.”

A atriz falou a uma plateia de centenas de figurões de Hollywood durante o Governors Awards, um evento de gala anual realizado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, a entidade que concede os Oscar.

Geena, que recebeu um Oscar de melhor atriz coadjuvante em 1989 por “O Turista Acidental”, disse que a desigualdade de gênero nas telas “pode ser resolvida absolutamente da noite para o dia”.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.