Sascha Steinbach/EFE
Sascha Steinbach/EFE

Gael García Bernal e Diego Luna deixam produtora que fundaram há 14 anos

Empresa agora ficará nas mãos do também ator mexicano Pablo Cruz

EFE

27 Março 2018 | 16h46

CIDADE DO MÉXICO - Os atores mexicanos Diego Luna e Gael García Bernal anunciaram nesta segunda-feira, 26, sua saída da produtora cinematográfica Canana Films que fundaram há 14 anos. A empresa ficará nas mãos do também ator mexicano Pablo Cruz

+++ Novo filme de Gael García Bernal recebe elogios no Festival de Berlim

"Queremos compartilhar com todos vocês que, por acordo entre os três, decidimos dar por terminado um ciclo muito afortunado de trabalho e deixar nas mãos de Pablo a empresa Canana", declararam em comunicado conjunto.

+++ Estrelada por Gael García Bernal, série mostra os bastidores da música clássica

García Bernal relatou que "a Canana surgiu pela força dada pela fraternidade ao expressar-nos livremente" e que essa premissa "seguirá sendo a palavra de ordem para todo projeto em que embarquemos" a partir de agora.

+++ Gael García Bernal vira personagem de animação em novo filme

Luna, por sua parte, acrescentou que "só me resta agradecer todo o carinho e aprendizagem que tive a sorte de viver nestes anos. A Canana foi um grande refúgio, um espaço de liberdade e colaboração".

"Foram grandes anos de criação e de camaradagem que vou sentir falta. Agradeço infinitamente aos meus parceiros o carinho e o apoio incondicional em todas as loucuras", destacou Cruz, que ficará à frente da produtora.

Luna e García Bernal fundaram a Canana Films em 2005 para impulsionar a produção de filmes independentes no México como Rudo e Cursi, Só Quero Caminhar e O Búfalo da Noite

Mais conteúdo sobre:
Diego Luna cinema Gael Garcia Bernal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.