Fundo holandês premia cineasta carioca

O carioca Eduardo Nunes convenceu a indústria cinematográfica da Europa que seu trabalho precisa sair do papel. Ele acaba de receber do fundo holandês Hubert Bals Found 2002 um prêmio de dez mil euros para desenvolver seu longa-metragem Sudoeste. O prêmio foi entregue durante o último Festival de Cinema Independente de Buenos Aires, na Argentina, depois que os jurados assistiram aos trabalhos de 12 diretores latinos indicados por instituições de seus respectivos países. A indicação de Nunes foi feita pela fundação Vitae. Os brasileiros Flávio Frederico e Andrea Seligmann também participaram da seleção, mas o prêmio ficou com Eduardo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.