Fundo espanhol incentiva cinema ibero-americano

O cinema espanhol vive uma de suas melhores fases, mantendo a invejável média de 50 filmes por ano, quase todos com um público que, se não permite um lucro farto, ao menos garante que eles se paguem. A situação é tão boa que permite apoio ao cinema ibero-americano. Desde 1998, a Espanha criou o Ibermedia, um fundo destinado a incentivar a produção de roteiros, formação de profissionais e finalização de filmes, programas para TV e outras produções audiovisuais.Uma vez por ano, em outubro, o Ibermedia promove uma reunião com profissionais do audiovisual dos países participantes, para decidir quais os projetos receberão apoio. Este ano, ela ocorrerá no Rio. Segundo a diretora do fundo, Elena Villardel, que está no Brasil para uma série de palestras, a presença do Ibermedia pode reativar produções paralisadas em muitos países. "Temos três projetos de co-produção com o Uruguai, em 1998, participamos do filme En La Puta Vida, de Beatriz Flores, e devemos co-produzir um filme centro-americano", conta. No Brasil, o fundo participou de produções como Os Matadores, de Beto Brant, Quase Nada, que está sendo lançado em São Paulo, e O Menino Maluquinho, entre outros. Segundo Elena, o fundo pode participar de uma produção em diferentes estágios. "Podemos ajudar no desenvolvimento de um roteiro que a comissão julgue promissor", explica. Neste caso, o roteirista recebe US$ 15 mil, divididos em duas etapas: metade na assinatura do contrato e depois de três ou seis meses, dependendo dos relatórios de avanço do projeto, que o interessado precisa fornecer ao fundo.Ao terminar o roteiro, é preciso iniciar as filmagens em dois anos e a captação de recursos deve incluir a devolução da quantia adiantada. Caso não seja possível iniciar o filme, o Ibermedia cobra apenas 25% do que foi adiantado. As inscrições dos projetos podem ser feitas via Secretaria do Audiovisual, em Brasília, ou diretamente no Ibermedia. Para mais informações, o telefone da secretaria é (0- -61) 316-2238. O site do Ibermedia é www.programaibermedia.com.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.