Frank Miller adaptará 'The Spirit', de Will Eisner, para cinema

Um vilão maníaco buscando a imortalidade em um cenário urbano coberto de neve, sendo observado por um herói mascarado e sombrio. Parece o trabalho perfeito para Frank Miller. Miller, 51, ícone do mundo dos quadrinhos, responsável pela popularização do gênero, volta às telas do cinema com a adaptação da série "The Spirit", de Will Eisner, sobre um herói que combate o crime e ressuscita para proteger a cidade que ama. "Sin City", adaptação dos quadrinhos de Miller, fez sucesso nas bilheterias em 2005. Ele co-dirigiu o filme com Robert Rodriguez. O filme "300", dirigido por Zack Snyder, também é dele. Em "The Spirit", Gabriel Macht é o herói e Samuel Jackson é o vilão "polvo", cuja assistente será interpretada por Scarlett Johansson. "Começou como uma briga", disse Miller à Reuters sobre sua relação com Eisner. "Ele e eu brigamos por 25 anos. Era uma briga apaixonada -- era um judeu do Bronx contra um católico irlandês". Eisner ajudou a criar as revistas em quadrinhos com "The Spirit", nos anos 1940. Mas Miller deu toques modernos à trama, como celulares. "Também quis que Nova York fosse tão bonita quanto possível, com os carros clássicos, prédios antigos, chaminés e homens de chapéu". "The Spirit" tem sua luta contra o crime dificultada pela perda de seu grande amor, Sand Saref, interpretada por Eva Mendes; sua ex-noiva, Ellen, interpretada por Sarah Paulson; e pela dançarina Plaster of Paris, interpretada por Paz Vega.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.