Francesa recebe prêmio de melhor atriz no Festival de Biarritz

A francesa Béatrice Agenin, que faz o papel da diva Sarah Bernhardt no filme Amélia, da cineasta Ana Carolina, recebeu hoje o prêmio de melhor atriz (Sol de Ouro) do Festival de Biarritz, que premia o cinema latino-americano. "Foi legal, fiquei muito feliz", disse a cineasta, que demorou treze anos para conseguir concluir o filme lançado este ano.Atualmente, Amélia está em cartaz no Rio, em São Paulo e em Belo Horizonte. O prêmio de melhor filme do festival ficou com o argentino Estela Canto, Um amor de Borges, de Javier Torres. Até as 16h, não havia sido divulgado o vencedor do prêmio do público.Segundo Ana Carolina, Amélia foi selecionado para os festivais de cinema de Chicago e Los Angeles. Em março de 2001, participa do 1º Festival Brasileiro de Lyon. A obra é livremente inspirada na visita da atriz francesa Sarah Bernhardt ao Rio de Janeiro em 1905. A francesa Béatrice Agenin, atriz de teatro com longa carreira na Comédie Française, faz o papel da diva. Em Amélia, Ana Carolina encontra uma solução imaginária para a misteriosa tragédia de Sarah Bernhardt na cidade. Quando a artista apresentava a ópera Tosca, no Teatro Lírico do Rio de Janeiro, as almofadas sobre as quais deveria se jogar no último ato foram retiradas. A queda resultou em uma fratura na perna, que acabou sendo amputada dez anos depois. O acidente nunca foi devidamente esclarecido. Marília Pêra, em participação especial, interpreta Amélia, a fictícia camareira brasileira de Sarah Bernhardt que a convence a fazer uma turnê pela América Latina. A artista está desiludida, sente-se abandonada pelo público. A camareira acredita que a turnê possa animá-la.

Agencia Estado,

01 de outubro de 2000 | 18h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.