França premia filme brasileiro

O filme brasileiro "Cinema, Aspirinas e Urubus", do estreante Marcelo Gomes, recebeu o Prêmio da Educação Nacional, concedido pelo Ministério da Educação da França neste sábado. O longa brasileiro foi selecionado para a mostra paralela do Festival de Cinema de Cannes Un Certain Regard (ou Um Certo Olhar), mas não ganhou o prêmio.O longa conta a história de um nordestino, Ranulfo, fugindo da seca na década de 40. Durante a jornada, ele encontra um alemão fugindo da Segunda Guerra Mundial, Johann, que percorre o sertão do Brasil vendendo aspirinas com seu caminhão e exibindo filmes para pessoas que não conheciam nem a eletricidade, com o objetivo de ajudar nas vendas.A partir do encontro em uma estrada no sertão brasileiro, os dois iniciam a jornada. O diretor Marcelo Gomes afirma que esta historia foi contada há dez anos por seu tio-avô, Ranulfo Gomes, que também fugia da seca em direção ao Rio de Janeiro.O júri do Prêmio da Educação Nacional 2005 foi presidido pelo produtor de cinema francês Pierre Chevalier e composto por nove profissionais de cinema e educação. Agora, um DVD baseado no filme fará parte de uma coleção do Ministério da Educação francês, para ser usado com fins pedagógicos. O vencedor do prêmio em 2004 foi o longa de Emir Kusturica (que este ano é o presidente do júri da competição pela Palma de Ouro), A Vida é um Milagre. Em 2003 este mesmo prêmio foi para o longa de Gus Van Sant, Elefante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.