EFE/Christie´s
EFE/Christie´s

Foto de Roman Polanski e Sharon Tate nus será leiloada em NY

Imagem feita há 40 anos mostra cineasta e sua mulher, assassinada por membros da seita de Charles Mason

EFE,

25 de novembro de 2009 | 20h23

Uma fotografia do diretor de cinema Roman Polanski, preso desde setembro, e de sua ex-esposa Sharon Tate, na qual ambos aparecem abraçados e nus e que foi tirada há 40 anos, será leiloada pela casa de leilões Christie's no dia 7 de dezembro, em Nova York.

 

A imagem do casal foi tirada em Londres pelo fotógrafo de moda David Bailey, em 1969, meses antes de a atriz ser assassinada por membros da seita de Charles Manson em Los Angeles.

 

A Christie's calculou que a fotografia, de 84,4 por 83,8 centímetros, tem um valor aproximado de entre US$ 8 mil e US$ 12 mil, embora uma similar tenha sido vendida há três anos por US$ 17 mil em um leilão organizado em Londres.

 

O polêmico cineasta, de 76 anos, está preso na Suíça desde setembro, por um processo judicial que tem pendente nos Estados Unidos, onde há 32 anos ele mesmo se declarou culpado de ter mantido relações sexuais com uma menina de 13 anos antes de fugir para a Europa. Hoje, uma corte na Suíça aceitou libertar cineasta franco-polonês, que poderá sair da prisão depois do pagamento de uma fiança de 4,5 milhões de francos (3 milhões de euros).

 

Sharon foi a segunda esposa de Polanski e foi assassinada em Los Angeles em 1969 quando estava grávida de oito meses.

 

Seguidores da seita liderada por Manson entraram na casa do casal e mataram a atriz, que tinha 26 anos na época.

Tudo o que sabemos sobre:
Roman Polanski

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.