Divulgação
Divulgação

'Fogo no Mar' é a aposta italiana para o Oscar

Longa de Gianfranco Rosi fala sobre a crise imigratória que atinge a Europa, sob o ponto de vista dos moradores da ilha de Lampedusa

AFP, O Estado de S. Paulo

26 de setembro de 2016 | 11h27

O filme italiano Fuocoammare (Fogo no Mar), de Gianfranco Rosi, foi o escolhido pela Itália, nesta segunda-feira, 26, para representar o país na disputa do Oscar de melhor filme estrangeiro. O longa fala sobre a crise imigratória que atinge a Europa sob o ponto de vista dos moradores da ilha de Lampedusa, uma das principais portas de entrada de imigrantes ilegais na Itália.

Além disso, a região é palco frequente de tragédias marítimas com dezenas de mortos. Lampedusa foi palco de um dos maiores naufrágios registrados na Europa, em outubro de 2013, quando 368 pessoas perderam a vida.   

O documentário, que ganhou em fevereiro o Urso de Ouro de melhor filme no Festival de Berlim, conta como os habitantes de Lampedusa, o ponto mais meridional da Itália, foram transformados desde que a ilha se tornou um local de pouso em massa de imigrantes ilegais de solo Africano.

O cineasta, que ganhou o Leão de Ouro em Veneza em 2013, com Sacro GRA, sem a ajuda de dublagens e comentários, narra a vida diária de uma criança, um médico, bem como imigrantes que chegam de balsa arriscando e, em alguns casos que perdem suas vidas.

O fenômeno, que gera um forte debate na Europa, dividida entre o hospedeiro ou expulsar os milhares de migrantes que chegam diariamente, é uma espécie de homenagem a uma comunidade perdida a partir da fronteira da Europa e com dignidade enfrentando essa tragédia.

"Estamos muito satisfeitos com esta decisão, Fuocoammare é o filme que coloca grosseiramente e poesia simultaneamente com um tema universal, que afeta não apenas a Itália e Lampedusa, mas também para todos ", disse o ministro da cultura italiano Dario Franceschini.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.