"Finding Neverland" é eleito o melhor filme do ano

Finding Neverland, a história do criador de Peter Pan, J.M. Barrie, liderou a lista dos melhores filmes do ano divulgada pela National Board of Review (Associação Nacional de Críticos dos Estados Unidos). Jamie Foxx foi escolhido o melhor ator por sua interpretação de Ray Charles em Ray, e Annette Bening foi a melhor atriz por Being Julia, no qual ela interpreta uma atriz de teatro britânica.Nenhum filme dominou a lista de vencedores, anunciada na noite de ontem, apesar de Sideways, sobre um grupo de amigos que participa de uma viagem de degustação de vinhos, ter sido premiado em três categorias: ThomasHaden Church ficou com o prêmio de melhor ator coadjuvante; o diretor Alexander Payne e Jim Taylor dividiram o prêmio de roteiro adaptado; e o filme ficou entre os dez melhores do ano.Laura Linney foi a melhor atriz coadjuvante por Kinsey, no qual ela interpreta a mulher de do pesquisador Alfred Kinsey. O elenco de Closer, Jude Law, Julia Roberts, Clive Owen eNatalie Portman, foi honrado como melhor conjunto em cena.O hit da Pixar The Incredibles, sobre uma família de super-heróis, foi escolhido como melhor animação. The Sea Inside, filme espanhol estrelado por Javier Bardem sobre um tetraplégico lutando pelo direito de morrer, foi o melhor filme de língua estrangeira. E BornInto Brothels foi a escolha do grupo para melhor documentário.Michael Mann ficou com o prêmio de melhor diretor por Colateral, estrelado por Tom Cruise como um assassino de aluguel que obriga um taxista a conduzi-lo em uma noite de matança em Los Angeles.O roteiro de Charlie Kaufman para Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembraças, sobre um homem (Jim Carrey) que decide apagar as memórias de um relacionamento fracassado, ficou o prêmio de melhor roteiro original. Clint Eastwood recebeu um prêmio especial pelo drama Million Dollar Baby, que ele dirigiu, produziu e estrelou. A escolha de Finding Neverland, estrelado por Johnny Depp e Kate Winslet, não foi uma grande surpresa para o apresentador dos prêmios, Tom O´Neil. "O conselho tradicionalmente gosta de filmes baseados em personagens reais, como As Horas", disse O´Neil. "E eles mostraram que têm um grande impacto no Oscar. Eles colocaram Halle Berry no mapa com A Última Ceia. A vitória dela na Associação Nacional de Críticos foi o único grande prêmio que ela ganhou antes do Oscar". Mas a organização nem sempre acerta quem será o grande vencedor do Oscar. Nos último anos, os críticos escolheram Sobre Meninos e Lobos, As Horas, e Moulin Rouge e Contos Proibidos do Marquês de Sade, nenhum dos quais levou o prêmio de melhor filme. Em 1999, no entanto, a organização escolheu o mesmo premiado do Oscar, Beleza Americana. A Associação Nacional de Críticos de Cinema, formada há 95 anos, é composta por historiadores do cinema, estudantes e educadores.Veja a lista dos dez melhores filmes do ano, segundo a Associação Nacional de Críticos dos Estados Unidos:1. Finding Neverland 2. The Aviator 3. Closer 4. Million Dollar Baby 5. Sideways 6. Kinsey 7. Vera Drake 8. Ray 9. Collateral 10. Hotel Rwanda

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.