Filmes japoneses surpreendem nas bilheterias do Japão

Um grupo de produtores cinematográficos anunciou nesta terça-feira que no ano passado os filmes japoneses renderam lucros maiores no Japão do que os estrangeiros, pela primeira vez em mais de duas décadas.O filme animado Gedo Senki (Tales of Earthsea é o título em inglês), que tem uma cena de abertura chocante em que um jovem príncipe frustrado mata seu pai a facadas, foi o líder de bilheteria, de acordo com a Associação de Produtores de Cinema do Japão.Gedo Senki foi dirigido pelo novato Goro Miyazaki, filho mais velho de Hayao Miyazaki, que é o mais famoso diretor de animação do Japão, criador do premiado com o Oscar A Viagem de Chihiro.Os filmes japoneses arrecadaram o valor recorde de 107,75 bilhões de ienes (885,3 milhões de dólares) nas bilheterias do país em 2006, enquanto a arrecadação dos filmes importados caiu 18,5% no ano passado, chegando a cerca de 94,8 bilhões de ienes, segundo a associação.Harry Potter, campeão estrangeiroEntre os filmes estrangeiros, a maior bilheteria foi de Harry Potter e o Cálice de Fogo (11 bilhões de ienes), seguido por Piratas do Caribe - A Maldição do Pérola Negra, com 10,02 bilhões de ienes.O Código da Vinci ficou em terceiro lugar, com 9,05 bilhões de ienes.Os estúdios japoneses lançaram o número recorde de 821 filmes em 2006 - 90 mais que no ano anterior.O presidente da associação de produtores, Isao Matsuoka, atribuiu o crescimento do cinema nacional japonês principalmente ao surgimento de uma nova geração de produtores, diretores e profissionais criativos.De acordo com a agência de notícias Kyodo, Matsuoka teria dito a jornalistas que essa nova geração "criou muitos filmes que o público adorou"."Além disso, os filmes americanos gigantes, feitos com imagens computadorizadas, já perderam seu impacto inicial", disse ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.