Divulgação
Divulgação

Filmes de Brasil e Chile competirão no Festival de Cinema de Berlim

'Joaquim', do cineasta pernambucano Marcelo Gomes, concorre ao Urso de Ouro

Patricia Avila, Reuters

01 de fevereiro de 2017 | 10h29

Um filme chileno sobre a vida de uma empregada que tenta seguir adiante após a morte de seu namorado e uma produção brasileira ambientada na época colonial competirão pelo prêmio máximo do Festival Internacional de Cinema de Berlim, no qual o ator Diego Luna será parte do júri.

Os organizadores do festival anunciaram nesta terça-feira, 30, a exibição de cerca de 400 filmes em todas as mostras e 18 títulos competindo pelo Urso de Ouro de Berlim.

Uma Mulher Fantástica, uma co-produção de Chile, Estados Unidos, Alemanha e Espanha dirigida por Sebastián Lelio, integra a lista de filmes na competição, que também inclui as obras The Dinner, com Richard Gere e Laura Linney, e The Party, da britânica Sally Potter.

Na lista de produções concorrentes também aparece a brasileira Joaquim, do diretor Marcelo Gomes. Mesclando realidade e ficção, ela trata do herói nacional Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, que foi tenente, ficou famoso por capturar contrabandistas de ouro e que no filme espera poder libertar sua amante, uma escrava negra.

O diretor do festival, Dieter Kosslick, disse durante uma coletiva de imprensa realizada na segunda-feira, 29, que os filmes competindo formam "um programa sobre a coragem e a confiança com muito humor".

Fora da competição estarão o trabalho mais recente do espanhol Alex de la Iglesia, a comédia negra El Bar; o quinto filme como diretor do ator Stanley Tucci, Final Portrait; o capítulo mais recente da saga X-Men, Logan, com Hugh Jackman, e T2 Trainspotting, de Danny Boyle, uma sequência que conta com o mesmo elenco do original, mas 20 anos mais tarde.

O mexicano Diego Luna, visto recentemente nos cinemas como um dos protagonistas de Rogue One, aventura derivada da franquia Star Wars, irá integrar o júri, que nesta edição é presidido pelo cineasta holandês Paul Verhoeven.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.