Filmes brasileiros participam de festival nos EUA

Cinco títulos nacionais e uma co-produção americana integram a seleção de 70 filmes do 4.º Festival Internacional de Filme Latino de Los Angeles (o Laliff) que começa sexta-feira, em Hollywood. O longa de abertura do festival é Receita de Mulher (Woman on Top), da cineasta venezuelana radicada na França Fina Torres.Escrito pela roteirista paulista Vera Blasi e estrelado pela atriz espanhola Penélope Cruz e o ator brasileiro Murilo Benício, Receita de Mulher, já exibido em Cannes, é uma comédia romântica sobre uma chefe de cozinha brasileira que deixa o marido mulherengo na Bahia e se muda para a cidade americana de São Francisco, onde vira celebridade televisiva com seu programa de receitas. O filme estréia no Brasil e nos EUA em setembro.Na seleção oficial de longas, o único filme 100% brasileiro concorrendo no festival é Por Trás do Pano, de Luiz Villaça, que rendeu prêmios de interpretação a Denise Fraga (mulher do diretor) nos festivais de Havana, Gramado, Miami, Natal e Cuiabá. O filme conta a história de uma atriz insegura que se envolve com um diretor em crise de criatividade.Entre os documentários, foram selecionados Os Carvoeiros, de Nigel Noble; Fé, de Ricardo Dias; e Nós Que Aqui Estamos por Vós Esperamos, de Marcelo Masagão. Orfeu, de Cacá Diegues, terá uma apresentação especial dentro do festival. O filme estréia em setembro nos EUA.O filme mais aguardado do festival é o mexicano La Ley de Herodes, de Luis Estrada, que encerra o evento no dia 30. Co-vencedor do prêmio de melhor filme latino no último Festival de Sundance (honraria dividida com Ninguém Escreve ao Coronel, do cineasta mexicano Arturo Ripstein), La Ley de Herodes ganhou destaque no noticiário internacional quando o governo mexicano impediu o lançamento do filme em seu país de origem, antes das eleições presidenciais no começo do mês.Em sua produção, Estrada faz uma crítica mordaz e bem humorada da corrupção do maior partido político do país, o PRI (Partido Revolucionário Institucional), cujo candidato Francisco Labastida acabou perdendo a eleição para o oponente Vicente Fox, do PAN (Partido Ação Nacional).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.