Filmes brasileiros no Festival de Toulouse

Cerca de 80 filmes serão apresentados durante o 13.ª Encontro dos Filmes da América Latina de Toulouse, na França, que acontece de 12 a 20 de março, conforme anunciou hoje a presidente do evento, Esther Saint-Dizier. Oito filmes - três argentinos, dois brasileiros, um chileno, um mexicano e um uruguaio competirão pelo Grande Prêmio. Os fimes argentinos são O Amor e o Espanto, de Juan Carlos Dezanso, Felicidades, de Lucho Bender e Só por Hoje, de Ariel Rotter. Os brasileiros são Latitude Zero, de Toni Venturi e Tônica Dominante, de Lina Chamie. O filme chileno é O Vizinho, de Carlos Bustamante, o mexicano é Crônica de um Café da Manhã, de Benjamín Cann, e o uruguaio 25 Watts, de Pablo Stoll, Juan Pablo Rebella e Fernando Epstein. O jurado deste ano será presidido pelo cineasta chileno Pablo Perelman. Participam ainda Arnaud Louvet do canal de TV Cultural Arte, Anne Marie Metailié, diretora da Editora Metailié; a cineasta argentina Alejandra Rojo e o diretor de fotografia cubano Ramón Suárez. Saint-Dizier disse esperar que o concurso sirva para que os filmes entrem nos circuitos comerciais franceses, como já ocorreu em edições anteriores. Novos cineastas apresentarão seus filmes na sessão "Panorama". O festival exibe também curta-metragens e documentários com uma programação especial para os documentários brasileiros, com destaque para o do brasileiro João Salles Notícias de uma Guerra Particular.Entre os homenageados deste ano está o brasileiro Arthur Omar, o chileno Silvio Caiozzi, o mexicano Felipe Cazalse e o venezuelano Diego Rízquez y al brasileño Arthur Omar. Como de costume, haverá debates sobre a relação entre cinema e literatura, além de debates, exposições e concertos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.