Filme terá Jorge Luis Borges como personagem principal

A experiência do escritor argentino Jorge Luis Borges nos campos da política e do social, que influenciaram na chegada do peronismo ao poder, são o tema principal de El amor y el espanto, filme que iniciou suas filmagens em Buenos Aires com direção de Juan Carlos Desanzo, e com Miguel Angel Solá no papel principal."É um filme em que tudo ocorre em três minutos da vida de Borges", declarou hoje Solá a uma emissora de tevê local. "Ele está trancado em casa com sua mãe, vendo da janela uma manifestação de peronistas, pouco depois de Perón assumir o poder do país (em 1946)", explicou o ator, que mudou-se de sua residência na Espanha, onde participou de vários filmes, como Se Quién Eres, de Patricia Ferreira. "É entre o ir e vir da manifestação que transcorre todo o imaginário do escritor, e isso o leva a uma fuga, onde figuram os nomes dos personagens criados por ele, ainda que cada um chegue individualmente a um enganoso destino". O protagonista de El amor y el espanto explicou que no filme Borges "é um homem com um medo atávico à tudo aquilo que considera barbárie, a imposição das formas e do material por de trás de suas ficções, suas abstrações e sua forma e essência ao observar a vida. Todos protagonistas são, na história, a própria traição e o medo", acrescentou Solá.Solá, que também participou de Tango, de Carlos Saura, contou que antes de iniciarem as gravações, por um longo tempo foram negociadas algumas locações junto ao governo, que se negava a colaborar por tratar-se de um filme sobre Borges. "Era um grande escritor, mas politicamente era desconsiderado. Por isso que a Biblioteca Científica e a Biblioteca do Exército não quiseram colaborar com as instalações", disse. O filme, que conta com o patrocínio da Secretaria de Cultura da Cidade Autônoma de Buenos Aires, será filmada em cenários naturais e em estúdio, tanto na Capital Federal como em outros municípios dos arredores.Nos seu oitavo longa-metragem, Desanzo contará com o roteiro de José Pablo Feinmann, quem já colaborou com o diretor em duas outras produções: Em Retirada e Eva Perón. Além de Miguel Angel Solá, o elenco contará com Norman Briski, Victor Laplace, Roberto Carnaghi, Alicia Bertaxagar, Blanca Oteyza e Cristina Benegas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.