Divulgação
Divulgação

Filme sobre Sebastião Salgado ganha prêmio francês de melhor documentário

'O Sal da Terra' já havia ganhado um prêmio no último Festival de Cannes e foi indicado ao Oscar, que será realizado neste domingo

EFE, O Estado de S. Paulo

21 de fevereiro de 2015 | 20h27

O filme do alemão Win Wenders e Juliano Ribeiro Salgado O sal da Terra sobre o fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado recebeu o prêmio de melhor documentário nesta sexta-feira na 40ª edição dos prêmios César do cinema francês.

Apresentado no último Festival de Cannes, o filme ganhou o prêmio especial do júri da seção Um Certain Regar, e também foi indicado na categoria melhor documentário na 87ª edição do Oscar, que acontece neste domingo.

Em nome dos diretores, Wenders e Salgado, que estão em Los Angeles para a cerimônia do Oscar, recebeu o prêmio um dos produtores do filme, que lembrou que era a primeira indicação de Wenders ao Cesar.

O filme é uma viagem ao passado e ao presente de nosso planeta de 1 hora e 49 minutos através de um dos olhares que melhor o capturaram, a de Salgado, nascido no interior de Minas Gerais em 1944.

O documentário faz um périplo pela impressionante obra de Salgado e sua forma de se aproximar da natureza para retratá-la em todo seu esplendor e, às vezes, horror.

Com muitas imagens fixa que mostram até os mais mínimos detalhes do trabalho de Salgado, o documentário passa por mais de quatro décadas de viagens por todo o mundo, nas quais o brasileiro se aproximou de regiões virgens e isoladas de qualquer contato humano.

O filme reúne algumas das fotografias mais conhecidas de Salgado, como as que documentam as condições infernais de trabalho nas minas da Indonésia ou o drama da pesca tradicional na Sicília em sua série Trabalhadores (1993), ou sua visão do drama dos refugiados em Êxodos (2000).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.