Filme sobre Santa Teresa de Ávila causa polêmica

Um novo filme sobre a vida de Santa Teresa de Ávila, religiosa e escritora espanhola, que tem como foco sua sexualidade, foi qualificado na Grã-Bretanha como "blasfemo" e "profano", e acredita-se que criará a mesma controvérsia religiosa provocada pelo filme de Ron Howard "O Código Da Vinci", baseado no best-seller homônimo do norte-americano Dan Brown."Teresa: Vida e Morte", uma co-produção hispano-franco-britânica dirigida e escrita pelo novelista espanhol Ray Loriga, será protagonizado pelas atrizes Paz Vega e Geraldine Chaplin. As obras escritas pela santa, que diz ter conversado com Cristo, são reverenciadas como obras-primas espirituais. A produção foi criticada por Benedicta Ward, uma monja e professora de teologia da Universidade de Oxford, que escreveu uma introdução para a última edição da obra "Vida", de Santa Teresa. "O foco do filme na virgindade e sexualidade da Santa é um interesse puramente moderno, como se ela estivesse viva. Isso é injusto. Ela é uma das maiores místicas da história. Teve visões, e as analisou e escreveu de uma maneira extraordinária", enfatizou a religiosa.Por sua vez, Loriga declarou que sua produção sobre Santa Teresa "não é controversa", e afirmou que "certas precauções" foram tomadas para evitar a abordagem de temas polêmicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.