Chris Pizzello|Invision|AP
Chris Pizzello|Invision|AP

Filme sobre escravidão é o grande vencedor do Festival de Sundance

'The Birth of a Nation', de Nate Parker, é um drama que conta uma revolta de escravos no século XIX na Virgínia

AFP

01 de fevereiro de 2016 | 10h57

O filme americano The Birth of a Nation, um drama que conta uma revolta de escravos no século XIX na Virgínia, levou os principais prêmios do festival de cinema Sundance, criado por Robert Redford, neste fim de semana.

The Birth of a Nation, cujos direitos foram adquiridos pela Fox Searchlight, levou o grande prêmio do júri e o prêmio do público do festival que celebra os filmes independentes e é realizado em Park City, pequena estação de esqui nas montanhas de Utah.

O filme, dirigido por Nate Paker, já é forte candidato ao Oscar de 2017.

O grande prêmio do júri para documentário americano foi para Weiner, uma crônica sobre a volta à política, em 2013, do legislador Anthony Weiner, forçado a renunciar ao Congresso debido a um escândalo envolvendo envio de mensagens de texto com teor sexual.

Jim: The James Foley Story, um documentário sobre o jornalista americano decapitado em 2014 pelo grupo Estado Islâmico, levou o prêmio do público nesta categoria.

Entre os filmes estrangeiros, o prêmio do público foi para o colombiano La ciénaga entre el mar y la tierra, de Manolo Cruz e Carlos Castillo, sobre o drama de mãe e seu filho doente.

O júri, por sua vez, premiou Sand Storm, um filme israelense, que relata a luta das mulheres de uma cidade beduína.

Na categoria documentário estrangeiro, Sonita, a história de uma refugiada afegã que vive ilegalmente em Teerã e quer ser a nova Rihanna, obteve o prêmio do júri e do público.

Tudo o que sabemos sobre:
Robert RedfordEstado Islâmico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.