Filme sobre Blair e Clinton será metáfora sobre anos Bush

Em 'The Special Relationship', diretor Peter Morgan quer mostrar o que chama de 'relação especial com os EUA'

Efe,

26 de março de 2009 | 18h22

Peter Morgan, roteirista de filmes como "A Rainha" e "Frost/Nixon", quer agora dirigir uma fita baseada na relação entre o ex-primeiro-ministro do Reino Unido Tony Blair e o ex-presidente americano Bill Clinton, mas com a intenção de fazer uma metáfora dos anos do ex-chefe de Estado dos EUA George W. Bush.

 

Em The Special Relationship ("O Relacionamento Especial", em tradução livre), seu primeiro filme como diretor, Morgan quer mostrar o que chama de "relação especial com os EUA" da qual os políticos do Reino Unido "se vangloriam."

 

Segundo explicou o próprio Morgan ao jornal The Independent, apesar de apresentar Clinton e Blair como protagonistas, o filme quer contar metaforicamente a história dos anos de George W. Bush sem inclui-lo na fita.

 

Segundo o roteirista, "tudo o que ocorreu antes dos atentados de 11 de setembro já é jurássico, foi completamente esquecido. Portanto, é muito interessante explorar o que ocorreu há dez ou 15 anos".

 

De acordo com a revista Variety, o elenco de The Special Relationship contará com Dennis Quaid e Julianne Moore no papel do casal Clinton, além de Michael Sheen e Helen McCrory na pele de Tony e Cherie Blair, respectivamente.

 

Morgan, de 45 anos, já foi indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Orginal por A Rainha (2006) e pela estatueta de Melhor Roteiro Adaptado por Frost/Nixon (2009).

 

"The Special Relationship" será a parte final de uma trilogia dedicada a Tony Blair, que começou com a produção televisiva The Deal (2003) e seguiu com A Rainha. Em todas elas, Michael Sheen interpreta o ex-primeiro-ministro.

Tudo o que sabemos sobre:
Bill ClintonTony BlairGeorge W. Bush

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.