Filme sobre a Copa de 54 agita a Alemanha

Um filme sobre a Copa do Mundo de 1954 está causando furor na Alemanha. Quase três milhões de pessoas já foram ver o longa de ficção O Milagre de Berna, do diretor Sönke Wortmann. O filme vem provando ser capaz de mexer com os brios nacionais. O chanceler alemão, Gerhard Schroeder, chorou quando assistiu. O que explica tanta sensação em torno de O Milagre de Berna é que o filme se passa em uma época em que o país ainda sentia as dores da derrota na segunda Guerra Mundial. Em grave crise econômica, boa parte da Alemanha vivia pobre e sem perspectivas. A crise se refletiu no futebol. A seleção alemã de 54 partiu para a Suíça sem grandes esperanças, representativa de um país desacreditado e já sem o orgulho tão característico dos anos do nazismo. O filme faz lembrar como a vitória na Copa, sobre a favorita Hungria por 3 a 2, gerou uma comoção coletiva e deu ânimo novo ao país. Além da história dos jogadores que ganharam a Copa em 1954, O Milagre de Berna tem também uma trama paralela sobre a relação entre um ex-prisioneiro de guerra e seu filho. Libertado na Rússia, o oficial volta à Alemanha para ver seu filho pela primeira vez. Eles se desentendem e fazem as pazes indo ver a final da Copa.As informações são do site da BBC em português. Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.