Filme premiado em Cannes passa no Cultura Inglesa Festival

Em Cannes, ao apresentar seu curta Algum a Coisa assim na Semana Internacional da Crítica, Esmir Filho já tinha dito que era um filme simples, sobre uma dupla de adolescentes que está descobrindo a própria sexualidade. Graduado em cinema pela Faap, ele teve alguns de seus curtas e vídeos experimentais premiados em festivais do País e do exterior (Gramado e Huelva). Mesmo assim, Esmir admite que foi uma surpresa receber um prêmio que nem estava previsto e foi especialmente criado pelo júri de Cannes - o de melhor roteiro. "O mais bacana é que o júri era presidido pelo Guillermo Arriaga, que escreveu Amores Brutos e 21 Gramas", comemora.Você pode agora conferir as qualidades de Alguma Coisa assim e de outros dois curtas (Na Linha do Trem, de Ricardo Garcia Marques, e Tyger, de Guilherme Marcondes). Todos integram o programa que será exibido nesta terça-feira pelo 10.º Cultura Inglesa Festival. A entidade promoveu no ano passado um concurso de adaptações de originais de língua inglesa. Alguma Coisa assim é livremente adaptado do conto Crystal, de Neil Stewart. Na Linha do Trem, rodado na técnica do chroma-key, usada em Capitão Sky e o Mundo de amanhã, baseia-se num conto de Charles Dickens, e Tyger propõe uma releitura do poema de William Blake. A importância maior é que Alguma Coisa assim passa nesta terça na íntegra, tal como foi exibido em Cannes, com a cena do beijo entre dois homens. Não houve censura, mas o curta vai integrar o acervo para atividades didáticas do Cultura Inglesa e o diretor achou que seria melhor suprimi-la, mesmo que, como diz, "a cena não seja forte, porque não era minha intenção escandalizar." Alguma Coisa assim. Dir. Esmir Filho. 10.º Cultura Inglesa Festival. Centro Brasileiro Britânico (160 lug.). Rua Ferreira de Araújo, 741, 3814-4155. Hoje, 18 h, 19 h, 20 h, 21 h, 22 h. Ingresso: um livro usado

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.