Divulgação
Divulgação

Filme 'O Nascimento de uma Nação' tem indicação surpreendente do Sindicado dos Diretores dos EUA

O drama histórico deixou de ser favorito na corrida ao Oscar, depois que um processo de estupro contra o diretor ganhou a mídia

Piya Sinha-Roy, Reuters

13 Janeiro 2017 | 10h44

O drama histórico sobre escravidão O Nascimento de uma Nação, de Nate Parker, foi a inclusão surpreendente nas indicações do Sindicato dos Diretores dos Estados Unidos, DGA sigla em inglês, depois que o filme, antes favorito para premiações, foi abalado por um processo de uma década atrás envolvendo uma acusação de estupro contra o cineasta.

Parker foi um dos cinco cineastas indicados para a categoria de notável realização em direção no longa de estreia, o único importante reconhecimento do tipo que O Nascimento de uma Nação recebeu até agora.

Na principal categoria para diretores, cinco favoritos da temporada de premiações foram indicados. As escolhas do Sindicato dos Diretores frequentemente são exitosas no Oscar, como foi o caso do vencedor do ano passado Alejandro Iñárritu, que também ganhou o Oscar de melhor diretor por O Regresso.

Damien Chazelle, indicado pelo musical romântico La La Land: Cantando Estações, vai concorrer junto com Barry Jenkins e o seu drama Moonlight: Sob a Luz do Luar, Garth Davis, pelo drama Lion: Uma Jornada para Casa, Kenneth Lonergan, pelo drama Manchester à Beira-Mar, e Denis Villeneuve, por A Chegada.

O Nascimento de uma Nação, filme da Fox Searchlight sobre uma rebelião escrava no século 19, foi escrito, dirigido, produzido e estrelado por Parker, e era visto como um forte concorrente ao Oscar pela diversidade do elenco, até que um processo de 1999, no qual Parker foi inocentado, reaparecer no ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.