Filme "Harry Potter" já é sucesso antes da estréia

Falta pouco para a estréia do filme maisaguardado dos últimos tempos nos Estados Unidos, mas os sinais já são bem claros: Harry Potter e a Pedra Filosofal já é um sucesso. Boa parte das sessões para o fim de semana em Nova York já estão lotadas há vários dias e a produção chegou a ser tema de um especial de uma hora da rede NBC em horário nobre no domingo. Os números de faturamento do primeiro fim de semanaestão sendo aguardados ansiosamente, já que a fita estréia em um número recorde de cinemas, devendo chegar simultaneamente a mais de 7 mil telas nos Estados Unidos e no Canadá (de um total de 40 mil).Enquanto executivos da indústria de Hollywood tentam fazer previsões quanto ao faturamento (muitos esperam que Harry Potter consiga superar Titanic, O Mundo Perdido eoutros sucessos recentes), uma coisa é indiscutível: o projeto de levar a série da escritora inglesa J.K. Rolling para as telas já deu certo faz tempo. Ao contrário de outrasmegaproduções dos últimos anos, o processo de realização de Harry Potter não teve problemas de timing, orçamento ou diferenças criativas. Desde que a Warner Bros. conseguiu osdireitos dos livros, toda a publicidade espontânea vinda dos bastidores foi positiva. O mundo acompanhou de perto a escolha dos atores mirins, a "pedra fundamental" do filme, e os fãs não chegaram a ficar desapontados quando o menino escolhido para o papel principal, Daniel Radcliffe, confessou que não havia lido os livros da série. Ele quase foi proibido por seus pais de aceitar o trabalho, mas o final foi feliz: deve ganhar US$ 15 milhões com os três filmes da série. O sonho do menino começou a se realizar quando ele estava tomando banho, em casa, conversando com a mãe. O pai entrou no banheiro e deu a notícia. "Eu não acreditei duas vezes", diz oator. "Uma na hora em que ele me contou e outra quando acordei no meio daquela noite e achei que tudo não tinha passado de um sonho."Os outros dois personagens infantis centrais, Ron Weakley e Hermione Granger, também ganharam estreantes talentosos, Rupert Grint e Emma Watson. Todos provocaram boas reações em sessões-teste do filme. Na ala dos adultos, a veterana Maggie Smith como a bruxa Minerva McGonagall e Richard Harris como o mago Albus Dumbledore não devem desapontar o público.A escolha do diretor Chris Columbus para a direção também mostrou-se acertada, já que o filme Esqueceram de Mim é um dos melhores exemplos de um bom trabalho com um ator criança(Macaulay Culkin). Columbus também já garantiu a simpatia dos fãs antecipadamente ao avisar que "este é um tipo de projeto em que você tem de se manter fiel ao livro". Ele contou que ouviuidéias "terríveis" sobre adaptações da história para contextos americanos.De acordo com o diretor, outro segredo do filme foi deixar os atores mirins "serem eles mesmos". "Fiz questão de manter um clima descontraído e deixá-los brincar e explorar os cenários e objetos de cena", contou Columbus à NBC. Passar semanas trabalhando nos sets de Harry Potter por si só já é o sonhode muitas crianças: a produção construiu uma estonteante versão da escola de bruxaria Hogwarts e, embora tenha contado com vários efeitos digitais, incluiu inúmeros elementos reais emcada cena.Talvez o maior acerto de todos na realização do primeiro filme de Harry Potter tenha sido a decisão de fazer uma campanha promocional mais discreta do que as de megaproduções recentes.Tentando evitar o que aconteceu com Godzilla e Episódio I: A Ameaça Fantasma, que fizeram sucesso nas bilheterias, mas tiveram uma avalanche de produtos encalhados nas prateleiras, a Warner Bros. optou por confiar na força literária dos livros, que, afinal, tiveram 125 milhões de unidades vendidas em todo o mundo.Assim, os produtos temáticos não chegaram a parecer exagerados. A preocupação de manter um perfil mais discreto também deve-se, é claro, ao fato de que pelo menos outros dois filmes já estão em pré-produção e um novo livro da série está sendo escrito pela autora. Se tudo der certo, Harry Potter e sua turma vão render muito dinheiro no próximo fim de semana e, principalmente nos próximos anos. No Brasil, Harry Potter e a Pedra Filosofal estréia no dia 23.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.