Filme francês vence em Cannes após 21 anos de jejum

Vinte e um anos depois deMaurice Pialat e seu filme "Sob o Sol de Satã", o filme de umcineasta francês sobre salas de aula levou por unanimidade aPalma de Ouro do Festival de Cannes, na sua 61a edição. O filme "Entre les murs", ainda sem título em português,foi dirigido por Lauren Cantet e baseado no filmeautobiográfico de Franços Begaudeau. A obra estava entre osfavoritos para os principais prêmios. É provavelmente uma escolha popular entre os críticos ejornalistas, que elogiaram o poderoso retrato da energia e datensão das salas de aula, e sua exploração de temas universaiscomo raça, individualidade, democracia e confiança. "O filme que queríamos fazer tinha que ser uma reflexão dasociedade francesa-múltipla, de várias faces, complexa", disseCantet no palco da cerimônia de entrega dos prêmios, ondeestava acompanhando pelo grande elenco formado poradolescentes. Era esperado que o presidente do juri, Sean Penn,favorecesse filmes com contexto social e político após acoletiva de abertura, quando ele afirmou que o vencedor seriaum diretor que estivesse "consciente do momento em que elevive". Outro prêmio entregue de forma unânime pelo juri foi oprêmio de melhor interpretação masculina para Benício de Toro,que interpreta o papel de Che Guevarra no "Che", um longametragem de Steven Soderbergh onde o brasileiro Rodrigo Santorointerpreta Raúl Castro. "Eu gostaria de dedicar este prêmio para o homem em pessoa,Che Guevarra", disse Del Toro. O prêmio de melhor interpretação feminina ficou com abrasileira Sandra Carveloni, que interpreta a mãe de quatrofilhos sobrecarregada de trabalho no filme nacional "Linha dePasse", do cineasta Walter Salles. O vencedor do Grand Prix foi o italiano "Gomorra", o filmede Matteo Garrone sobre o mundo de Camorra, a rede de crimes deNápoles. O prêmio de melhor diretor foi para o turco "ThreeMonkeys", um conto sombrio sobre os segredos familiares querecebeu boas críticas. Grandes nomes como Angelina Jolie, Robert De Niro, ClintEastwood, Penélope Cruz, Woody Allen, Steven Spielberg eHarrison Ford, assim como estrelas do esporte como Mike Tyson eDiego Maradona passaram pelo famoso tapete vermelho neste ano. O prêmio especial foi entregue para as lendas do cinemaCatherine Deneuve e Clint Eastwood, cujo o filme "TheExchange", estrelado por Angelina Jolie, também estava nacompetição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.