Filme do chinês Jia Zhang-Ke ganha Leão de Ouro

O filme "Sanxia Haoren", do diretor chinês Jia Zhang-Ke, ganhou neste sábado o Leão de Ouro do Festival de Cinema de Veneza, de acordo com o júri do evento. "Sanxia Haoren" ("Still Life", ainda sem título em português) se passa na velha aldeia chinesa de Fengjie, que ficou submersa na construção de uma represa. O longa de Jia Zhang-Ke tinha sido apresentado ao festival como um "filme surpresa", pois não tinha sido anunciado antes de sua chegada ao concurso e até o dia de sua exibição.O Leão de Ouro foi uma zebra, já que "Sanxia Haoren" não estava em nenhuma das listas de apostas sobre os longas favoritos. O prêmio foi outorgado pelo júri, presidido pela atriz francesa Catherine Deneuve.O filme de Zhang-Ke, de 35 anos e formado em Cinema pela Academia de Pequim, aborda a China atual por meio da história de um mineiro que chega a Fingjie em busca de sua ex-mulher para voltar a se casar e de uma enfermeira que chega à aldeia com o objetivo de recuperar seu marido, ausente de casa por dois anos. AtoresO ator americano Ben Affleck ganhou a Copa Volpi de melhor ator no Festival de Cinema de Veneza por seu papel no filme "Hollywoodland", do diretor Allen Coulter.Affleck representa no longa o ator George Reeves, que nos anos 50 ficou famoso por seu papel na série de televisão "As Aventuras de Superman".Em "Hollywoodland", Affleck soube interpretar de forma muito convincente um ator medíocre com muita ambição, e que acabou se suicidando ao não conseguir realizar seus sonhos. EFEA Copa Volpi de melhor atriz foi para a britânica Hellen Mirren, por sua atuação em "The Queen", filme do diretor Stephen Frears e no qual interpreta a rainha Elizabeth II.O júri, presidido pela atriz francesa Catherine Deneuve, reconheceu assim uma destacada atuação de Mirren, que recebeu elogios de grande parte dos envolvidos no festival.Mirren expressa perfeitamente no filme a luta interna da rainha Elizabeth II nos dias posteriores à morte de Lady Di para superar alguns aspectos de sua educação e de seu sentido de dever.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.