Filme do Ceará vence festival de Vitória

O filme Águas de Romanza, de Patrícia Baia e Gláucia Soares, do Ceará, foi o vencedor de melhor curta-metragem de ficção do 10º Vitória Cine Vídeo, encerrado na noite de sábado, no Cine Teatro Glória. O filme também recebeu o troféu Marlin Azul de melhor fotografia em curta-metragem. O Resto é Silêncio (RJ), de Paulo Halm, foi o grande vencedor do Júri Popular, conquistandoe também o prêmio de melhor ator, para o deficiente auditivo Valdo Ribeiro. O melhor diretor foi Dennilson Ramalho, pelo curta Amor Só de Mãe (SP) e a melhor atriz, Antonieta Noronha, por Tempo de Ira (RJ). O curta do paraibano Torquato Joel, Transubstancial (PB), acumulou duas premiações: direção de arte e trilha sonora. O júri de vídeo decidiu premiar as melhores quatro produções do festival: Sexo Virtual Tátil, de Marcius Barbieri; Abry, de Joel Pizzini e Paloma Rocha; Mendigo, de Jean R; e Abril, de Gustavo Jahn. O 10º Vitória Cine Vídeo exibiu 88 produções, destas 42 filmes e 46 vídeos. Pontos altos do festival foi a homenagem feita ao ator e diretor José Wilker e a festa de encerramento do festival, com a apresentação do ator Juan Alba e da cantora Elza Soares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.