Filme do brasileiro Luciano Vidigal é premiado na França

O filme Neguinho e Kika do brasileiro Luciano Vidigal ganhou o Colibri de Ouro, premiação de Cinema sul-americano de Marselha, na categoria melhor curta-metragem. Mi Mejor Enemigo, uma co-produção da Espanha, Argentina e Chile, dirigida por Alex Bowen, consagrou-se como o melhor filme. Mi Mejor Enemigo, disseram os organizadores do evento, recebeu o prêmio por unanimidade, "por alcançar sucesso com a linguagem e narração e por seu conteúdo ético".El Baño, do diretor chileno Gregory Cohen levou o prêmio especial do jurado. A menção especial foi para Carambola, do mexicano Kurt Hollander, "um filme que aborda o risco, buscando uma nova linguagem para expressar um mundo social", de acordo com os organizadores, e para Rutina, da castelhana Ana Paulina, "uma pequena jóia". A cubana Malu Tarrau, protagonista de Viva Cuba, de Juan Carlos Cremata, foi escolhida a melhor atriz, enquanto o argentino Luis Ziembrowski levou o prêmio de melhor ator pela atuação no filme argentino Tatuado, de Eduardo Raspo.O público elegeu 9 y 20, do mexicano Roberto Aguilera, o melhor curta-metragem e, assim como os jurados, Mi Mejor Enemigo o melhor filme.O cineasta Luis Buñuel (1900-1983) foi o homenageado especial da noite. O jurado oficial é presidido pelo escritor Jordi Bonells, membro do grupo de rap francês IAM Pascal Perez, pela fotógrafa Catherine Izzo e pela diretora de arte Carmen Lima.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.