Filme de Jim Carrey é censurado na Malásia

A estréia de filme de Jim Carrey Todo Poderoso foi adiada por decisão dos censores do governo da Malásia, até que se decida se poderá ser exibido ou se deverá ser proibido por "trivializar o tema de Deus", disseram funcionários do governo malaio.A estréia da comédia estava marcada para hoje, nesse país de maioria muçulmana, mas a Junta da Censura Cinematográfica voltou atrás em sua decisão prévia de aprovar a projeção do filme, disse o secretário da junta, Lukeman Said."Não decidimos se vamos proibi-la", disse o secretário ontem. No filme, Deus cede por tempo limitado seus poderes a Bruce, o personagem interpretado por Jim Carrey. "Nós seres humanos não podemos nos igualar a Deus", disse Abdul Hamid Zainal, funcionário do escritório do primeiro ministro, "nem sequer por brincadeira".Ao contrário da Malásia, no seu país de origem, o filme de Jim Carrey conseguiu o que parecia impossível a muitos. Nos Estados Unidos, Todo Poderoso desbancou a superprodução Matrix Reloaded do primeiro lugar das bilheterias dos cinemas dos Estados Unidos no fim de semana de sua estréia, no final de maio. Foi um recorde para uma comédia. Todo Poderoso arrecadou US$ 70,5 milhões nos primeiros três dias do feriadão do Memorial Day nos Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.