Filme de Jacques Audiard é o favorito do prêmio César

De Battre Mon Coeur S´est Arreté, de Jacques Audiard, é o favorito para a entrega dos prêmios César do cinema francês neste sábado, no qual o espanhol Mar Adentro aspira a seu enésimo prêmio na categoria de melhor filme estrangeiro.O último filme do chileno-espanhol Alejandro Amenábar, que já ganhou o Oscar, o Globo de Ouro, um bom punhado de Goyas da Academia cinematográfica espanhola e o prêmio do cinema europeu, pode aproveitar sua estréia tardia na França para ganhar uma nova recompensa. A história de um tetraplégico que busca a morte disputará com outros quatro filmes de peso: Match Point, de Woody Allen; Menina de Ouro, de Clint Eastwood; Marcas da Violência, de David Cronenberg, e Walk on Water - No Limite, de Eytan Fox.Amenábar pode se transformar no segundo espanhol consagrado pela Academia francesa do cinema, que em quatro ocasiões premiou Pedro Almodóvar. Mas o grande vencedor da noite deve ser De Battre Mon Coeur S´est Arreté, que soma dez candidaturas: melhor filme, direção, ator, ator coadjuvante, atriz revelação e roteiro adaptado, fotografia, montagem, som e música original.Com um público de quase um milhão de espectadores na França, o filme soma um relativo êxito de público ao coro de indulgentes críticas que colheu esta versão do filme Fingers, dirigido em 1978 por James Toback. Seu principal rival ao prêmio de melhor filme será L´Enfant, a história dos irmãos Dardenne que conseguiu a Palma de Ouro no último Festival de Cannes.Se a Academia francesa seguir a opinião do público, Joyeux Noel terá mais chances de alçar a estatueta, já que a história de Christian Carion ambientada na Primeira Guerra Mundial seduziu quase dois milhões de espectadores e, além disso, concorre ao Oscar de melhor filme estrangeiro.Também concorrem ao prêmio o intimista Va, Vis et Deviens, de Radu Mihaileanu, e o policial Le Petit Liutenant, de Xavier Beauvais.O diretor austríaco Michael Haneke, grande vencedor da última edição dos prêmios do cinema europeu, não conseguiu que seu filme Caché concorra ao César de melhor filme, mas ele aspira à estatueta de melhor diretor e seu filme a outras três: ator coadjuvante, ator estreante e roteiro original.O prêmio de melhor ator pode consagrar o ator de origem espanhola José García, protagonista de Le Couperet, de Costa Gavras, que também concorre ao César de melhor roteiro adaptado. Entre os favoritos ao prêmio ao melhor ator figura também Michel Buquê, que interpretou o ex-presidente francês François Mitterrand em Le Promeneur du Champ de Mars, de Robert Guédiguian, da mesma forma que Roman Duris por De Battre Mon Coeur S´est Arreté.Nathalie Baye, Isabelle Carré, Anne Consigny, Isabelle Huppert e Valérie Lemercier - apresentadora da festa - disputarão a estatueta de melhor atriz, enquanto que as veteranas Catherine Deneuve e Charlotte Rampling partem como favoritas para o César de melhor atriz coadjuvante.O emocionante documentário contado por Luc Jacquet em A Marcha dos Pingüins, uma das surpresas de bilheteria da temporada, concorre a quatro estatuetas.O ator britânico Hugh Grant receberá um César de honra pelo conjunto de sua carreira em uma cerimônia que será presidida por Carole Bouquet.

Agencia Estado,

24 de fevereiro de 2006 | 15h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.