Filme de Frank mostra vida cotidiana da Caxemira

Um novo filme rodado na Caxemira procurair além dos estereótipos de uma região em conflito, seja o deum pano de fundo tranqüilo dos filmes de Bollywood ou assuntode reportagens e documentários sobre a violência. "Zero Bridge", do norte-americano Tariq Tapa, em suaestréia como diretor, é discreto e um drama em parteimprovisado sobre um adolescente rebelde da região que praticapequenos crimes em Srinagar, a capital do verão da parteindiana da Caxemira. Dilawar, que mora com um tio analfabeto após ser abandonadopela mãe, conhece Bani, uma mulher atraente mais velha, eenfrenta um dilema quando percebe que roubando o passaportedela, ele coloca em risco a liberdade e a felicidade da mulher. "Se você acabar se importando com eles até o fim do filme,então eu acho que isso é, de certa forma, um ato político maiordo que um documentário bem-intencionado pode conseguir", disseTapa a repórteres no sábado em Veneza, onde "Zero Bridge" foiexibido fora da competição principal. "Você está apenas humanizando pessoas que por tanto tempotêm ficado à margem de um assunto ou de uma região exótica." Índia e Paquistão querem o controle total da Caxemira, masdominam apenas partes. Duas das três guerras entre eles forammotivadas pela disputa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.