Filme de Ang Lee é premiado pela crítica

Brokeback Mountain, um filme sobre homossexualismo entre cowboys, que mostra dois fazendeiros que passam um verão romântico e precisam esconder seu romance, foi escolhido como o melhor de 2005 pela Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, anunciou a organização. O filme já havia sido premiado com o Leão de Ouro, prêmio máximo do Festival de Cinema de Veneza, em setembro.O filme, protagonizado por Heath Ledger e Jake Gyllenhaal, também ganhou o prêmio de melhor diretor, para Ang Lee.O prêmio de melhor ator foi para Phillip Seymour Hoffman, por seu papel em Capote, que narra a vida de Truman Capote durante o período em que escreveu A Sangue Frio, baseado em uma história real. Vera Farmiga venceu o prêmio de melhor atriz por sua interpretação de uma esposa e mãe que cai nas garras das drogas, em Down to the Bone.Na categoria de melhor atriz coadjuvante, Catherine Keener venceu por seu papel em Capote, Ballad of Jack and Rose, O Virgem de 40 Anos e A Intérprete. William Hurt ficou com o prêmio de melhor ator coadjuvante por seu trabalho em Marcas da Violência, estrelado por Viggo Mortensen, um dos favoritos ao prêmio de melhor ator, e dirigido por David Cronenberg.A categoria de melhor roteiro teve dois vencedores, Dan Futterman, por Capote, e Noah Baumbach, por The Squid and the Whale.A cerimônia de entrega dos prêmios acontece em 17 de janeiro em Los Angeles.Os outros prêmios: Filme estrangeiro: Cache Documentário/não ficção: Grizzly Man Animação: Wallace & Gromit: A Batalha dos Vegetais Música: Howl´s Moving Castle Fotografia: Good Night, And Good Luck Nova geração: Terrence Howard, ator de Hustle & Flow Trajetória: ator Richard Widmark Independente/experimental: La Commune (París, 1871)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.