Filme controverso expõe submundo do surfe em Sydney

Um documentário narrado por Russell Crowe sobre a notória gangue de surfistas de Sydney conhecida como Bra Boys quebrou recordes de bilheteria na Austrália, atraindo o público devido ao retrato franco que faz das drogas e do desespero que moldam a vida dos surfistas. Alguns críticos censuraram The Bra Boys, sobre membros de uma gangue que defendem sua amada praia Maroubra com seu sangue, por glorificar a violência e o abuso de drogas. Muitos acusam o filme de glorificar o tribalismo que levou aos conflitos raciais de 2005 na praia de Cronulla, em Sydney. No entanto, quando o longa estreou, em março, Crowe disse a jornalistas que o documentário simplesmente retrata uns dos males da sociedade australiana e como algumas pessoas são obrigadas a lutar para sobreviver. A praia de Maroubra pode ficar a apenas cinco quilômetros da famosa praia Bondi Beach, mas bem poderia estar em outro planeta. As mesmas ondas batem nas duas praias, mas o estilo de vida cosmopolita de Bondi não existe em Maroubra. ´Lugar do trovão´ The Bra, como a praia é chamada por seus freqüentadores locais, muitos dos quais têm o código postal dela tatuado em seus corpos, é um subúrbio de classe trabalhadora. Não existem cafés ou butiques para turistas. Ali só existe uma lei: a dos freqüentadores locais. O filme começa dando uma visão histórica de Maroubra, que na língua aborígine significa "lugar do trovão", segundo Crowe, que conheceu os Bra Boys por ser co-proprietário do time de futebol South Sydney Rabbitohs, que atrai jogadores dos subúrbios pobres. Na década de 1930, moradores pobres ergueram barracas nas areias de Maroubra, ao lado dos aborígines, mas depois foram expulsos da praia e obrigados a viver em conjuntos habitacionais construídos pelo governo nos morros. Praia perto de penitenciária Maroubra fica à sombra da maior penitenciária da Austrália, Long Bay. Crowe explica que muitos jovens da área nascem num ambiente de maus-tratos domésticos, alcoolismo e drogas. "Ao longo das décadas, a praia e o surfe têm sido a salvação deles", diz Crowe. Uma das famílias de Maroubra é a dos Abberton - Sunny, Jai, Koby e Dakota -, todos surfistas e fundadores da The Bra Boys. Koby é um dos maiores surfistas de ondas grandes do mundo, que pega ondas de nove metros de altura no Havaí, Fiji e Austrália. O filme foi escrito e co-dirigido pelo ex-surfista profissional Sunny, que explica como seus irmãos e outros surfistas jovens de Maroubra formaram sua família própria para sobreviver a uma vida de pobreza e desespero. O filme estreou em 15 de março e já arrecadou US$ 900 mil (R$ 1,8 milhão), um recorde de bilheteria para um documentário australiano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.