REUTERS/Vincent West
REUTERS/Vincent West

Filme com Ricardo Darín recriará julgamento contra ditadura argentina

Ator vive promotor que condenou membros das Forças Armadas à prisão perpétua

AFP, O Estado de S.Paulo

27 de agosto de 2021 | 08h40

Os atores Ricardo Darín e Peter Lanzani representarão os promotores Julio Strassera e Luis Moreno Ocampo em Argentina, 1985, filme inspirado no julgamento de militares que governaram o país com mão de ferro, entre 1976 e 1983.

“Uma batalha de Davi contra Golias e com os protagonistas menos esperados”, diz um comunicado da Amazon Studios, coprodutora do filme, cujas primeiras cenas foram rodadas recentemente, ao lado de La Unión de los Ríos, Kenya Films e Infinity Hill.

O filme Argentina, 1985 se inspira no trabalho da equipe de promotores que realizou a denúncia no julgamento de nove comandantes da ditadura, iniciado apenas 16 meses após a recuperação democrática.

A sentença lida em 9 de dezembro de 1985 condenou à prisão perpétua o ex-ditador Jorge Videla e o ex-chefe da Marinha Emilio Massera; a 17 anos, o ex-general Roberto Viola, sucessor de Videla na presidência; a 8 anos, o chefe da Marinha, Armando Lambruschini; e a quatro anos e meio, o chefe da Aeronáutica Omar Graffigna. Outros quatro réus foram absolvidos.

"Senhores juízes, nunca mais", foi a frase lembrada pelo falecido Julio Strassera para encerrar uma emocionante declaração da promotoria, também composta por Moreno Ocampo, que depois se tornou promotor do Tribunal Penal Internacional.

Essa procuradoria "ousou, sob constante ameaça, acusar a mais sangrenta ditadura militar argentina", diz o comunicado sobre o filme, dirigido por Santiago Mitre.

Foi a primeira vez que o sistema de justiça argentino ouviu os relatos de testemunhas e sobreviventes de centros clandestinos de detenção e tortura da ditadura, que deixou 30 mil desaparecidos, segundo organizações de direitos humanos.

Após o julgamento, Strassera serviu como embaixador na Comissão de Direitos Humanos das Nações Unidas por 10 anos, cargo que renunciou quando os militares condenados foram perdoados em 1990 pelo ex-presidente Carlos Menem (1989-1999).

Durante a presidência de Néstor Kirchner (2003-2007), os julgamentos por crimes contra a humanidade foram reiniciados e os indultos anulados.

Ricardo Darín, famoso ator de Relatos Selvagens, entre outros filmes, vai interpretar Julio Strassera e Peter Lanzani fará Moreno Ocampo.

As filmagens de Argentina, 1985 serão realizadas nos locais onde ocorreu a ação. O longa está programado para estrear primeiro nos cinemas argentinos, em 2022, e, em seguida, estará disponível na Amazon Prime Video.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.