Reprodução
Reprodução

Filme 'Casablanca' poderá ganhar sequência 70 anos após sua estreia

Sequência poderia ser entitulada 'Retorno à Casablanca', diz jornal

Efe,

05 de novembro de 2012 | 18h26

Às vésperas de completar 70 anos de sua estréia, o filme Casablanca (1942), dirigido por Michael Curtiz, poderá ganhar uma nova sequência, já que a Warner Bros voltou a cogitar essa hipótese depois de ter recuperado um texto escrito pelo próprio Howard Koch, um dos três roteiristas originais do longa.

Segundo o jornal New York Post, essa sequência, que poderia ser intitulada Return to Casablanca (Retorno à Casablanca), teria sido escrita por Koch há 30 anos, quando o roteirista decidiu dar continuação ao filme a partir do nascimento do filho dos protagonistas Rick (Humphrey Bogart) e Ilsa (Ingrid Bergman), assim como nos esforços do rapaz para encontrar o pai, desaparecido durante a guerra.

De acordo com a imprensa americana, a produtora, que já havia descartado essa possibilidade há pouco mais de um ano, agora poderia voltar a se interessar pela realização da sequência devido à insistência de uma das netas dos fundadores do estúdio Warner Bros, Cass Warner, que segue a procura de um diretor adequado para essa realização.

Desde da estreia do filme em 1942, os produtores de Hollywood já analisam a possibilidade de realizar sua sequência, já que se trata de um dos filmes americanos mais emblemáticos de todos os tempos (Oscar de Melhor Filme em 1943).

Anteriormente, os produtores até pensaram em desenvolver uma sequência sob o título de Brazzaville, nome que faz referência à capital do Congo, cidade a qual Renault pede para Blaine fugir na cena final do filme original. No entanto, essa produção nunca chegou a ser iniciada.

A televisão e a literatura também tentaram dar continuidade a trama de Casablanca, seja com séries de televisão ou livros como As Time Goes By, embora nenhuma delas tenha conseguido obter o mesmo êxito do filme.

 
Tudo o que sabemos sobre:
Casablanca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.