Reprodição/Marcelo Machado/Vimeo
Reprodição/Marcelo Machado/Vimeo

Filme brasileiro 'Música pelos Poros' é o vencedor do Festival Latino-Americano de SP

Filmes da Argentina e Uruguai também foram premiados

O Estado de S.Paulo

03 Agosto 2017 | 12h12

O longa-metragem brasileiro Música pelos Poros foi eleito, por voto do público, como o melhor filme do Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo de 2017, que anunciou na noite de quarta-feira, 2, os vencedores da sua décima segunda edição. 

Com direção de Marcelo Machado (Tropicália), Música pelos Poros levou a melhor ao mostrar na telona o encontro de músicos de vários lugares do Brasil com de outros países, como Colômbia, Cabo Verde, Azerbaijão e Coreia do Sul. O encontro, filmado para o longa, aconteceu numa fazenda no interior de São Paulo. 

Outro premiado no festival foi o filme O Candidato, que levou o troféu de melhor coprodução internacional, categoria em que a produção deve envolver, no mínimo, dois países da América Latina. No caso do vencedor deste ano, é uma co-produção entre Argentina e Uruguai, que foca num político que quer passar na sua campanha a imagem de carismático e comprometido, mesmo com alguns assessores tentando acabar com suas fantasias. O filme, que também foi premiado por sua direção no no Festival de Miami, ainda é inédito no Brasil. 

O curta-metragem argentino Dear Renzo também foi premiado no 12° Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, na Mostra de Escolas de Cinema Ciba-Cilect. O júri da categoria decidiu premiar o filme por sua "mise-en-scène eficiente que imprime nos corpos os altos e baixos da vida de jovens latino-americanos tentando a vida no exterior", e ainda por seus diálogos e atuações. 

Por fim, entre os destaques da noite de premiação, esteve o o cineasta brasileiro Beto Brant, que foi o homenageado deste ano no festival, recebendo o prêmio Troféu Fundação Memorial da América Latina.

Ao todo, o 12º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo apresentou 102 filmes de 18 países da América Latina. Em São Paulo, 26 espaços culturais foram ocupados para os diversos eventos do festival. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.