Filme afegão "Osama" vence festival no Canadá

O primeiro filme afegão feito após a derrubada do governo Taleban foi o melhor de um festival no Canadá. Osama ficou com o prêmio de melhor filme pelos jurados do 32º Festival Internacional do Novo Cinema e Nova Mídia do Canadá, de acordo com o jornal The Montréal Gazette. Dirigido por Siddiq Barmak e lançado este ano, Osama faz parte da programação da Mostra BR de Cinema de São Paulo, e será projetado nesta segunda-feira às 16h10 na Sala Uol. Ao contrário do que aparenta pelo título, o filme nada tem a ver com o líder terrorista Osama Bin Laden. Osama narra uma dramática situação, entre tantas, vivida pelas mulheres em países islâmicos cujo regime político é fechado. Uma mulher tem um filha de 12 anos, mas seu marido e seu filho homem morreram. Como o Taleban exigia que as mulheres saíssem de casa acompanhadas por homens da família, elas não podem sair. Até que a mãe tem uma idéia: travestir a filha e fazê-la passar por um menino cujo nome é Osama. A menina passa a ir às ruas estudar e procurar trabalho. Pouco tempo depois sua identidade é descoberta e ela é levada à justiça religiosa, que a condena a casar com um velho Mulá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.