Manjericão Filmes
Manjericão Filmes

Festival Sesc começa hoje com o anúncio dos vencedores

O evento realiza-se tradicionalmente em março/abril, mas este ano, por conta da pandemia, não apenas está começando mais tarde como será totalmente remoto, no canal do Cine Sesc no YouTube

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2020 | 05h00

É o evento de cinema mais longevo de São Paulo. Nesta quarta, 19, o Cinesesc faz a cerimônia de abertura da 46.ª edição do Festival Melhores Filmes, votados pelo público e pela crítica. O evento realiza-se tradicionalmente em março/abril, mas este ano, por conta da pandemia, não apenas está começando mais tarde como será totalmente remoto, no canal do Cine Sesc no YouTube. A cerimônia de abertura, a partir das 19h30, será conduzida de sua casa, no Rio, por Karine Teles, que venceu no ano passado como atriz e roteirista, por Benzinho.



Na sequência da premiação, será exibido o longa inaugural. Meu Nome É Bagdá, de Caru Alves de Souza, integrou a mostra Generation - e foi premiado - no Festival de Berlim, em fevereiro. Na apresentação de seu filme para a plateia berlinense, Caru foi a primeira a admitir que, se tivesse feito o filme há cinco anos, quando o projeto começou a nascer, o resultado teria sido outro. Trata-se da adaptação de Bagdá, o Skatista, de Toni Brandão e, no original, o personagem-título é garoto. Nesses cinco anos, Caru dirigiu episódios da série Causando na Rua, criada por sua mãe, a também cineasta Tata Amaral. Foi à Praça Roosevelt, em São Paulo, e descobriu as garotas que enfrentam preconceito para provar que as pistas de skate também são feitas para elas.

E surgiu a história de Bagdá, a skatista, interpretada pela estreante Grace Orsato. Como diretora, Caru tem militado em favor da diferença - mulheres, gays, negros, índios, trans. Para esta edição especial online, a equipe do festival preparou um recorte com alguns dos filmes mais votados. Será possível rever gratuitamente o polonês Guerra Fria, o dinamarquês Rainha de Copas e o sueco Border, entre os filmes estrangeiros. Entre os nacionais, Bacurau, Greta, Torre das Donzelas e Divino Amor.


 


Estarão agrupados em sessões especiais, disponíveis on demand por 24 horas, uma semana e até um mês em na plataforma Sesc Cinema. Os vencedores serão conhecidos apenas na transmissão e, após a live, o site do festival publica a lista completa dos filmes que o público poderá (re)ver, acompanhada da versão digital do catálogo com todas as informações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.